Resenha: The Kiss of Deception - Crônicas de amor e ódio - Livro 1 (Sem spoiler)


Título: The kiss of deception
Autora: Mary E. Pearson
Editora: DarkSide
Número de páginas: 409


Leia aqui a resenha do segundo livro
Sinopse 

Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro? 
Quando se vê refugiada em um pequeno vilarejo distante o lugar perfeito para recomeçar ela procura ser uma pessoa comum, se estabelecendo como garçonete, e escondendo sua vida de realeza. O que Lia não sabe, ao conhecer dois misteriosos rapazes recém-chegados ao vilarejo, é que um deles é o príncipe que fora abandonado e está desesperadamente à sua procura, e o outro, um assassino frio e sedutor enviado para dar um fim à sua breve vida. Lia se encontrará perante traições e segredos que vão desvendar um novo mundo ao seu redor.
O romance de Mary E. Pearson evoca culturas do nosso mundo e as transpõe para a história de forma magnífica. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o primeiro volume das Crônicas de Amor e Ódio é capaz de mudar a nossa concepção entre o bem e o mal e nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância da autodescoberta, do amor, e como ele pode nos enganar. Às vezes, nossas mais belas lembranças são histórias distorcidas pelo tempo.





 Esse livro já estava na minha lista há tempos, entretanto a DarkSides geralmente tem uns valores bem altos, sendo assim só adquiri depois de conseguir um desconto em uma livraria. Todavia, confesso que valeu cada centavo!
        A maioria das sinopses deixa muito a desejar, mas essa é bem diferente. Então, essa (sinopse) apresenta uma contextualização minuciosa da obra, com detalhes para aqueles que querem adquirir o primeiro volume da trilogia. Esse foi meu primeiro contato com a escritora e mesmo com uma narrativa extensa, isso não prejudica a leitura, pois ao contrário do que se possa deduzir o tomo não é entediante e/ou mesmo cansativo.
        Nossa protagonista, a princesa Lia, não é uma dondoca. Essa conquista o ledor por meio de cada vírgula, ponto, afirmação e claro exclamações. Assim como ela pertence à realeza, ela também pertence ao povo. É uma guerreira e consegue se adaptar a qualquer ambiente, isso se controlar sua língua ferina! Paralelamente a tudo isso também tem uma forte pitada de romance que não é enfadonho ou dedutível. A autora com certeza é astuta e inteligente. Prova desse fato está em sua própria narrativa, onde o leitor não sabe quem é o príncipe e quem é o assassino, esse pequeno detalhe traz ação a estória. Por sinal as descrições realizadas através dos capítulos apresentam a visão de acordo com os personagens. Isso permite uma melhor compreensão do cenário e das intrigas.
        O mistério é um impulsionador, durante a leitura somos motivados pela curiosidade e as 409 páginas acabam em um piscar de olhos. A surpresa do livro é adivinhar quem é quem e termina por confundir aquele que está lendo, mas também atribuem ação, romance e magia. Sim, tem um “Q” de encantamento, onde a mágica perpetua na estória. Nessa fantasia fica bem evidente que não é um triângulo amoroso, o que me conquista, mas não posso afirmar tal teoria, pois no final do livro ela começa se relacionar mais com o outro candidato. E evidentemente, nossa protagonista é feminista até a raiz do cabelo.
        Dessa forma, posso dizer que mesmo Kaden e Rafe sendo maravilhosos, independente do papel dos dois na trama, tenho um personagem preferido que gostaria que continuasse sendo o par romântico da nossa princesa. Por fim, leia! Seja sucumbido por esse mundo fantástico.
        Então, você já leu? O que achou? Concordam comigo? Aguardo seus comentários.

       
O livro veio com um post grande do mapa e no verso do mesmo é a capa do livro.



Fiz um vídeo pequeno pra vocês verem o design do livro.

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Fiquei muito curiosa pelo desfecho da história ao saber do clima de mistério envolvido na trama!!

    Bjos,
    http://contosdacabana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá! Já vou começar a ler o segundo livro! Eu amei esse livro, Lia é uma personagem maravilhosa, a história toda é envolvente. O trabalho gráfico é maravilhoso, amo a série, parabéns pela resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  3. Tenho os dois primeiros aqui em casa e ele já está na minha lista de leitura. Espero sinceramente fazer esse mês. Sua resenha me deixou ainda mais motivada, todos os pontos que você levantou só me fizeram ver o quão encantadora é essa história. Ótima resenha.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  4. Não tenho vontade de ler esse livro, tanta gente já leu, acabei lendo resenhas demais sobre ele e é como se eu já conhecesse a historia, só nao sei mesmo quem é quem por que ninguem me contou kkkkk
    gostei mt da sua resenha, bem objetiva!!
    Bejos <3

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Minha irmã leu esse livro e amou! Eu pretendo ler em breve, mas não sei se será tão breve assim. Adorei saber que a protagonista é feminista até a última raiz do cabelo. Me motivou para ler ainda mais esse livro.
    Abs e parabéns pela resenha ^^

    ResponderExcluir

Google+ Followers